AUTO ESCOLA 1
Coronavírus
Fatos X Fakes

Retrospectiva: 12 fatos e fakes que movimentaram o mundo em 2019

Uma avalanche de mensagens falsas sobre fatos

31/12/2019 19h49
Por: Redação
Fonte: MSN

O ano de 2019 foi marcado por tragédias e desastres ambientais, votações importantes no Congresso e decisões emblemáticas no Judiciário. E, como esperado, uma avalanche de mensagens falsas acompanhou esses eventos de perto.

As redes sociais foram o palco de muitas fake news envolvendo assuntos sérios como a tragédia em Brumadinho, o massacre em Suzano, as queimadas na Amazônia e as manchas de óleo no nordeste brasileiro.

Por outro lado, com a imensa quantidade de fake news, algumas notícias verdadeiras ficaram perdidas em meio a tanta informação falsa.

Pensando nisso, preparamos uma lista com os principais fatos e fakes que movimentaram em mundo em 2019. Confira na galeria de fotos acima.

1/12 - Tragédia de Brumadinho

Em janeiro aconteceu a tragédia de Brumadinho, em Minas Gerais. Muitas fake news foram divulgadas na época, mas um fato viralizou e confundiu os internautas. A de que as doações às vítimas não eram necessárias. Na época, o porta-voz da Polícia Militar confirmou que realmente havia essa orientação, pois possíveis envios podiam causar prejuízos com a perda de alimentos.

2/12 - Rio de Janeiro foi castigado com as chuvas

Em fevereiro, o Rio de Janeiro foi castigado com as chuvas, o que serviu de mote para as mensagens falsas que circularam nas redes sociais. Um dos vídeos compartilhados, mostrava um gari sendo eletrocutado na rua durante a chuva. A imagem era falsa.

3/12 - O massacre em uma escola em Suzano

Em março, o massacre em uma escola em Suzano, na Grande São Paulo, foi usado como meio para a intensa disseminação de uma mensagem alarmista e falsa sobre o bloqueio do WhatsApp. Facebook e Instagram.

4/12 - A crise na Venezuela

A crise na Venezuela foi outro acontecimento que envolveu muitas fake news divulgadas nas redes sociais. Apesar dos vários boatos, uma mensagem verdadeira se tornou viral: a de que um tanque blindado atropelou manifestantes. Câmeras captaram a cena, que, de fato, aconteceu.

5/12 - Governo federal e universidades

As decisões do governo federal em relação às universidades tiveram forte repercussão nas redes sociais, que foram invadidas por mensagens falsas “denunciando” um suposto descalabro administrativo e moral nas instituições de ensino públicas e defendendo os cortes previstos pela administração central.

6/12 - Trechos de mensagens e Lava Jato

O início da divulgação, em junho, de trechos de mensagens atribuídas a procuradores da Lava Jato e ao ex-juiz e ministro da Justiça, Sérgio Moro, impulsionou nas redes sociais a disseminação de mensagens com conteúdo falso a favor e contra a operação.

7/12 - Reforma da Previdência

A conclusão da votação em segundo turno da Reforma da Previdência em julho e os desdobramentos práticos da medida na vida dos trabalhadores alimentaram uma série de mensagens falsas, fora de contexto ou com falhas de interpretação. Um áudio divulgado logo após a votação do primeiro turno dizia que a reforma ia acabar com o seguro-desemprego, com o PIS e com a licença remunerada, conteúdo desmentido pela Secretaria da Previdência.

8/12 - Queimadas na Amazônia

Em agosto, as redes sociais foram tomadas no Brasil e no mundo por mensagens falsas sobre as queimadas na Amazônia. Imagens de animais vítimas do fogo passaram a circular com frequência, a maior parte, porém, fotos antigas ou feitas em outros lugares do mundo. Sensibilizados, famosos publicaram em seus perfis imagens sobre a tragédia – mas muitas não eram atuais e, algumas vezes, não haviam sequer sido feitas na Amazônia. Também não faltaram mensagens falsas buscando responsabilizar as ONGs ambientalistas, os índios e os movimentos sociais pelas queimadas.

9/12 - Cúpula do Clima em Nova York

A realização da Cúpula do Clima em Nova York, em setembro, criou um ambiente propício para a circulação de mensagens falsas envolvendo ativistas como a garota Greta Thunberg, ícone do encontro internacional. Com o objetivo de manchar a imagem da adolescente, boatos se espalharam na web. Em uma das imagens falsas, a jovem aparecia comendo um hamburguer, enquanto crianças carentes a observavam.

10/12 - Manchas de óleo

Outubro foi marcado pelo aparecimento de manchas de óleo no litoral brasileiro. Na época, muitas fake news começaram a surgir na web sobre o assunto. Em uma delas, um navio venezuelano aparecia jogando óleo no mar. O vídeo é falso.

11/12 - Prisão em segunda instância

A decisão do Supremo Tribunal Federal sobre a prisão em segunda instância e a decisão da Justiça de libertar o ex-presidente Lula decorrente dela motivaram uma onda de mensagens falsas nas redes sociais. Durante todo o mês de novembro, vários textos sem sentido passaram a ser compartilhados em aplicativos de mensagens. como a de que presos perigosos haviam sido soltos.

12/12 - Morte em um baile funk

Um tumulto após uma ação da Polícia Militar que terminou com nove mortos em um baile funk na favela de Paraisópolis, na Zona Sul de São Paulo, marcou o início do mês de dezembro. Diversos vídeos falsos passaram a ser divulgados nas redes como um que mostra jovens jogando garrafas nos policiais.

Conteúdo de fact-checking do Pipeify

São João do Piauí - PI
Atualizado às 00h20
27°
Poucas nuvens Máxima: 34° - Mínima: 25°
29°

Sensação

9.2 km/h

Vento

69.1%

Umidade

Fonte: Climatempo
Sua primeira CNH2
Sua primeira CNH
Prevenção COVID_19
Municípios
Serviço de delivery Pizzaria Forno & Lenha
Últimas notícias
Anúncio
Mais lidas
Anúncio
Anúncio