AUTO ESCOLA 1
AUTO ESCOLA 2a
Internacional

Homem mata a própria família e depois comete suicídio na Itália

Esposa, sogra e os dois filhos, um de 2 e outro de 5 anos de idade, foram assassinados; crime provocou comoção em todo o país

19/11/2021 10h20
Por: Redação
Fonte: R7 - Ansa Brasil

Em um caso que chocou a Itália na quarta-feira (17), um homem assasinou a própria esposa, a sogra e seus dois filhos, um de 2 e outro de 5 anos de idade, e depois cometeu suicídio na cidade de Sassuolo, na província de Modena.

O crime ocorreu por volta das 15h e 16h (horário local), na via Manin, em um bairro residencial não muito longe do centro histórico da cidade, e provocou comoção em todo o território italiano.

Diversos policiais e agentes da perícia foram acionados e estão no local. As investigações das autoridades científicas estão também em andamento. Os corpos foram localizados durante uma intervenção de uma equipe de resgate.

Até o momento, os agentes trabalham com a hipótese de que o homem, um tunisiano de 38 anos, teria matado a companheira italiana, os dois filhos e a sogra com uma faca de cozinha antes de tirar a própria vida. Toda a região foi isolada.

De acordo com a imprensa italiana, o criminoso trabalhava em um supermercado, enquanto sua esposa cuidava dos filhos e fazia faxinas em algumas residências da cidade. Ainda não há informações sobre a motivação do crime.

No entanto, testemunhas relataram que o relacionamento havia chegado ao fim e ele estava ameaçando a ex-esposa. Além disso, há relatos de que há um áudio, gravado pela vítima, em que o suposto autor do massacrea a ameaçava de morte.

Segundo as autoridades, uma filha que a mulher teve de outro relacionamento estava na escola e sobreviveu ao massacre. Na verdade, a polícia foi até a residência justamente porque ninguém foi buscar a menina na escola.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.