AUTO ESCOLA 1
Aprovados - sisu
Dividas do passado

Em Pedro Laurentino dívida de R$ 2.728.801,49 da gestão passada é cobrada à Prefeitura

Dividas passadas dificultam a gestão atual

23/01/2020 16h15
Por: Redação
Fonte: Assessoria de Comunicação

A Prefeitura de Pedro Laurentino recebeu mais uma cobrança referente a dívida da gestão passada, esta por sonegação de contribuições ocorridas no ano de 2015 que totaliza o montante de R$ 2.728.801,49 (dois milhões, setecentos e vinte e oito mil, oitocentos e um reais e quarenta e nove centavos). Esse rombo agrava ainda mais a situação de calamidade financeira do município.

No início de sua gestão, em 2017, o Prefeito Municipal Léo Leite já assumiu a Prefeitura com uma enorme dívida herdada, referente a INSS, Energia Elétrica, fornecedores e, principalmente, ao atraso de folha de pagamentos dos servidores do município.

Depois de adotar uma série de medidas de austeridade, inclusive com cortes de gastos e de contratos para conseguir colocar a casa em ordem, a Prefeitura Municipal de Pedro Laurentino no final do ano de 2019 foi notificada do procedimento fiscalizatório da Receita Federal no qual foi apurado uma dívida tributária referente ao período de janeiro/2015 a dezembro/2015 no exorbitante montante de R$ 2.728.801,49.

Segundo o atual Prefeito Municipal essa dívida é referente ao recolhimento do INSS dos servidores do município no ano de 2015, que não foram devidamente recolhidos/repassados à Receita Federal na gestão do ex-Prefeito Hernandes que tinha como Controlador Interno do Município o Ex-Prefeito Gilson.

Além disso, a atual gestão, alega a indisponibilidade de quitar a dívida e tenta da melhor forma parcelar os valores.

“Se o município tiver que pagar esse valor, ter seus recursos do FPM bloqueados ou arcar com uma parcela fora da realidade financeira do município, serviços básicos ofertados aos munícipes serão prejudicados, tendo em vista o alto valor da dívida. Hoje o município possui um orçamento limitado que já se encontra comprometido, por outro lado caso não seja efetuado o pagamento poderemos ser prejudicados e muito”, afirma o Prefeito Municipal Léo Leite.

O gestor municipal diz também que a Prefeitura deve ingressar com uma denúncia/ação de Improbidade Administrativa contra os gestores à época por mais esse rombo deixado. Ainda, segundo o Prefeito Municipal a atual gestão trabalha para reduzir o valor devido a Receita Federal, bem como, uma melhor forma para parcelamento do débito de forma que os serviços ofertados a população de Pedro Laurentino não sejam prejudicados.