CAMPANHA DISTRIBUICAO-AGOSTO
Cultura

Três jovens piauienses realizam sonho e se formam na Escola do Teatro Bolshoi

Ainda crianças foram em busca do sonho de ser bailarino profissional.

10/12/2020 14h43
Por: Redação
Fonte: Assessoria de Comunicação

João Vitor Sousa Gonçalves, Kevin Gabriel da Silva Madeira e João Vitor dos Santos deixaram as famílias, ainda crianças, e foram em busca do sonho de ser bailarino profissional.

A Escola do Teatro Bolshoi no Brasil forma a 13ª turma, em um evento on-line e ao vivo que será realizado nos dias 11, 12 e 13 de dezembro. No total, 22 alunos se tornam bailarinos profissionais e iniciam uma nova fase, em busca de oportunidade no mercado de trabalho.

João Vitor Sousa Gonçalves, Kevin Gabriel da Silva Madeira e João Vitor dos Santos, de Teresina, deixaram as famílias, ainda crianças, e foram em busca do sonho de ser bailarino profissional. Com o apoio do Governo do Piauí, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), e da Prefeitura de Teresina, a segunda turma de bailarinos piauienses teve todo o suporte necessário nesses oito anos de estudos. E o grande dia está chegando.

A coordenadora do projeto no Piauí, professora Amparo Veloso, relata que as apresentações serão nos dias 11 e 12, às 19h, com transmissão ao vivo e aberta pelo canal do YouTube ‘Escola Bolshoi Brasil’. Já a colação de grau será no dia 13, às 10h30, em transmissão exclusiva para convidados via plataforma Zoom.

“Pela primeira vez, a formatura terá transmissão ao vivo pelo YouTube. A ausência física dos familiares neste momento delicado não ameniza a conquista destes futuros profissionais e, dessa forma, ainda possibilita que mais familiares e amigos prestigiem os formandos 2020, e que mesmo a distância, vibrem essa conquista e mandem boas energias”, afirma a coordenadora.

Os formandos são oriundos de 12 estados brasileiros: BA, MS, RJ, PA, PE, PB, PI, RS, RN, SC, SE, SP e da Argentina, e isso realça o compromisso da Escola Bolshoi de formar artistas-cidadãos, fomentar a arte e a dança pelo Brasil e exterior e desenvolver agentes culturais que contribuam com o cenário no país.

O ano de 2020, marcado pelos desafios causados em decorrência da pandemia do novo coronavírus, fez com que os alunos transformassem suas casas em sala de aula, mesmo diante das limitações de espaço físico, fazendo das dificuldades superação, e não deixando a distância nem o isolamento social atrapalharem este momento tão especial.

A escola buscou alternativas que atendessem os alunos, em especial os formandos, e, de forma gradual, retomou as aulas de dança clássica ainda em agosto. As barreiras impostas pelo atual momento não desanimaram os futuros bailarinos.

Para João Vitor Sousa Gonçalves, este é um sonho sendo realizado. “Vim ainda pequeno para a Escola Bolshoi, tinha apenas 10 anos. Foi difícil sair de casa, sou filho único, e ao chegar aqui, sozinho, estava descobrindo um novo mundo. Meu amor pela dança cresceu, recebi estudo de qualidade e me adaptei a distância. Agora vejo que tudo valeu a pena. Vou voltar para casa formado, com 17 anos e um diploma de um curso profissionalizante, e ainda correr atrás de um emprego no exterior, em uma companhia profissional. É muita emoção. Quero retribuir tudo que recebi aqui levando a dança e a arte aqueles que não têm acesso. Mesmo sendo um ano difícil para todos, estou feliz e muito realizado”, comemora o dançarino.

Segundo a mãe social em Joinville, a servidora da Seduc-PI, Rosana Carvalho Gomes, os três bolsistas piauienses foram selecionados em 2013, nas escolas da rede estadual Modestina Bezerra, Marechal Rondon e Milton Brandão, estudaram por oito anos e chegaram ao fim.

“São nossos vencedores. Muitas dificuldades enfrentadas, mas, não existe nada mais forte que a vontade de vencer. Na torcida grande para que eles consigam voar bem mais alto”, enfatiza a mãe.

Ao longo desses 20 anos, centenas de crianças e jovens realizaram o sonho de estudar na Escola Bolshoi e ter a oportunidade de se formarem e serem bailarinos profissionais. Nem sempre é fácil atingir este objetivo, mas com força de vontade, ajuda da família, amigos, professores, ensino de excelência e patrocinadores que acreditam no poder da arte, ser um vitorioso torna-se possível.

A Escola do Teatro Bolshoi no Brasil

A única extensão do Teatro Bolshoi fora da Rússia está instalada na cidade de Joinville, estado de Santa Catarina, desde 15 de março de 2000, estabelecendo uma verdadeira ponte cultural entre o Brasil e a Rússia.

Em 2020, a instituição completou 20 anos, cumprindo o desafio de preservar a tradição e a excelência do ensino do Balé Bolshoi.

Com personalidade jurídica, de direito privado, sem fins lucrativos, a realização de todas as atividades da escola é possível graças aos recursos garantidos pelos “Amigos do Bolshoi”, empresas e pessoas cientes do papel na sociedade, que doam produtos, prestam serviços gratuitamente e repassam contribuições financeiras, seja por benefícios fiscais, como a Lei de Incentivo à Cultura ou por recursos próprios.

A Escola Bolshoi conta com o apoio de empresas como: Caixa, União Química, Whirlpool, Zurich Santander, Brascabos, Britânia, Havan, Nidec, thyssenkrupp, Arteris, BMW, Engie, Expresso São Miguel, Martinelli Advogados, Milium, Norsul, Pamplona e Philco que acreditam na transformação de crianças e jovens por meio da arte.

Link espetáculo 1º dia: https://youtu.be/XAlmmvrTLMs

Link espetáculo 2º dia: https://youtu.be/CORhSxnz-o4

Serviço:

Formatura 2020

Quando: 11, 12 e 13 de dezembro

Horário: 11 e 12 às 19h e 13 às 10h30 (evento fechado)

Local: Canal do YouTube ‘Escola Bolshoi Brasil’

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
São João do Piauí - PI
Atualizado às 01h40
25°
Poucas nuvens Máxima: 35° - Mínima: 21°
25°

Sensação

20.2 km/h

Vento

31.6%

Umidade

Fonte: Climatempo
Sua primeira CNH2
Sua primeira CNH
Boletim COVID-19
Municípios
Anúncio
Últimas notícias
Anúncio
Mais lidas
Anúncio
Anúncio